||->> Pérolas do Capitão Flores <<-||

O consumo moderado de cerveja reduz o risco de doenças cardíacas, melhora o sistema imunológico e ajuda na prenvenção de câncer, segundo pesquisas divulgadas no 4º Simpósio sobre Cerveja e Saúde, organizado por uma associação européia de produtores de cerveja, em Bruxelas.
Especialistas europeus afirmam que as plantas utilizadas na fabricação da bebida sagrada do povo celta são ricas em substâncias responsáveis por inúmeros efeitos biológicos benéficos.
Norbert Flank, médico do Centro Alemão de Pesquisa sobre o Câncer, diz que um dos componentes da cerveja, o xanthohumol, tem um papel antioxidante que chega a ser mais importante que o da vitamina E e pode ajudar na prevenção de câncer.
A cerveja também é rica em silício natural, elemento que permite melhorar a densidade mineral dos ossos e prevenir a osteoporose, de acordo com um estudo de Jonathan Powell, professor do Conselho de Investigação Médica em Cambridge.
Flavonóides
De todos os componentes da cerveja, os que somam mais benefícios são os flavonóides, um grupo de compostos encontrados em frutas e vegetais e proporcionados à cerveja pelo lúpulo e a malta.
Estudos realizados por médicos e cientistas de vários centros da Europa concluíram que a ingestão moderada de cerveja permite que os flavonóides atuem sobre o organismo aumentando o número de linfócitos, células imunológicas responsáveis pela destruição de microorganismos invasores.
“Com essa propriedade, a cerveja pode proteger o corpo contra alergias e patologias inflamatórias”, afirma Ascensión Marcos, professora do Conselho Superior de Investigações Científicas da Espanha.
Segundo os especialistas, o efeito antiinflamatório da cerveja contribui com a saúde cardíaca ao diminuir os riscos de infarto do miocárdio, além de evitar a má coagulação sanguínea e a incidência de trombose.
Além disso, os pesquisadores presentes ao evento dizem que a cerveja proporciona outros benefícios cardiovasculares que são inerentes a todas as bebidas fermentadas.
“A mídia e o público costumam prestar atenção ao vinho. No entanto, as novas evidências provam que os benefícios estão relacionados também ao próprio álcool. Outras bebidas, como a cerveja, também têm um lado positivo”, afirma o professor Powell.
Pesquisas conduzidas pela Universidade de Graz, na Áustria, indicam que o álcool presente nas bebidas também tem a capacidade de preservar as funções cerebrais em pessoas de idade avançada.
“O consumo moderado, então, ajuda a prevenir a demência e o Mal de Alzheimer”, diz o professor Manfred Walzl, responsável por esse estudo.
De acordo com Walzl, pessoas que bebem diariamente dois copos de cerveja ou um de vinho têm uma agilidade mental melhor que os abstêmios.
“Além disso, são mais felizes, se suicidam menos e têm menos baixas no trabalho”, acrescenta.
No caso da cerveja, a dose ideal para cada efeito esperado ainda desperta polêmica, mas os especialistas concordam que não se deve superar dois copos diários, no caso das mulheres, e quatro, para os homens.

Era somente isto que eu precisava.

Um bom final de semana.

Abraços

Flores

Encontro promove benefícios da cerveja à saúde
Márcia Bizzotto
de Bruxelas

O consumo moderado de cerveja reduz o risco de doenças cardíacas, melhora o sistema imunológico e ajuda na prenvenção de câncer, segundo pesquisas divulgadas no 4º Simpósio sobre Cerveja e Saúde, organizado por uma associação européia de produtores de cerveja, em Bruxelas.

Especialistas europeus afirmam que as plantas utilizadas na fabricação da bebida sagrada do povo celta são ricas em substâncias responsáveis por inúmeros efeitos biológicos benéficos.

Norbert Flank, médico do Centro Alemão de Pesquisa sobre o Câncer, diz que um dos componentes da cerveja, o xanthohumol, tem um papel antioxidante que chega a ser mais importante que o da vitamina E e pode ajudar na prevenção de câncer.

A cerveja também é rica em silício natural, elemento que permite melhorar a densidade mineral dos ossos e prevenir a osteoporose, de acordo com um estudo de Jonathan Powell, professor do Conselho de Investigação Médica em Cambridge.

Flavonóides

De todos os componentes da cerveja, os que somam mais benefícios são os flavonóides, um grupo de compostos encontrados em frutas e vegetais e proporcionados à cerveja pelo lúpulo e a malta.

Estudos realizados por médicos e cientistas de vários centros da Europa concluíram que a ingestão moderada de cerveja permite que os flavonóides atuem sobre o organismo aumentando o número de linfócitos, células imunológicas responsáveis pela destruição de microorganismos invasores.

“Com essa propriedade, a cerveja pode proteger o corpo contra alergias e patologias inflamatórias”, afirma Ascensión Marcos, professora do Conselho Superior de Investigações Científicas da Espanha.

Segundo os especialistas, o efeito antiinflamatório da cerveja contribui com a saúde cardíaca ao diminuir os riscos de infarto do miocárdio, além de evitar a má coagulação sanguínea e a incidência de trombose.

Além disso, os pesquisadores presentes ao evento dizem que a cerveja proporciona outros benefícios cardiovasculares que são inerentes a todas as bebidas fermentadas.

“A mídia e o público costumam prestar atenção ao vinho. No entanto, as novas evidências provam que os benefícios estão relacionados também ao próprio álcool. Outras bebidas, como a cerveja, também têm um lado positivo”, afirma o professor Powell.

Pesquisas conduzidas pela Universidade de Graz, na Áustria, indicam que o álcool presente nas bebidas também tem a capacidade de preservar as funções cerebrais em pessoas de idade avançada.

“O consumo moderado, então, ajuda a prevenir a demência e o Mal de Alzheimer”, diz o professor Manfred Walzl, responsável por esse estudo.

De acordo com Walzl, pessoas que bebem diariamente dois copos de cerveja ou um de vinho têm uma agilidade mental melhor que os abstêmios.

“Além disso, são mais felizes, se suicidam menos e têm menos baixas no trabalho”, acrescenta.

No caso da cerveja, a dose ideal para cada efeito esperado ainda desperta polêmica, mas os especialistas concordam que não se deve superar dois copos diários, no caso das mulheres, e quatro, para os homens.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s